© 2019 by Mário Redondo.

Lisboa  /  Portugal

 cantor

Embora a música fizesse já parte dos seus hobbies em criança, só bastante tarde, em 1995, leva a sério a ideia de ser cantor profissional e entra para a Escola de Música do Conservatório Nacional, onde estuda até 2000.
Continua depois a ter aulas de canto com a sua professora de sempre, Manuela de Sá, até 2015.
Estreia-se no Teatro Nacional de São Carlos em 2000, como barítono, e desde então tem mantido uma presença regular nas produções do teatro nacional de ópera, bem como nos palcos do CCB, Fundação Gulbenkian, etc.
Embora tenha abraçado o canto lírico com entusiasmo, nunca deixou de ser um cantor versátil e avesso a catalogações, continuando a emprestar a sua voz ao teatro musical e à música pop e jazz, muitas vezes no âmbito da dobragem de filmes e séries de animação.

 

     ÓPERA
 

Wreck e Narrador em "Wonderful Town", de Bernstein (S.Carlos, 2019)
Benoit e Alcindoro em “La Bohème”, de Puccini (S.Carlos, 2019)

Barone Duphol em “La Traviata”, de Verdi (S.Carlos, 2018)
Tutor em “Elektra”, de Strauss (S.Carlos, 2018)
Bonzo em “Madama Butterfly”, de Puccini (S.Carlos, 2015)
Pangloss em “Candide”, de Bernstein (S.Carlos, 2013, 2014 e 2017)
Monterone em “Rigoletto”, de Verdi (S.Carlos, 2013)
Frate em “Don Carlo”, de Verdi (S.Carlos, 2011)

Sarmento em “Deu La Deu”, de Jorge Salgueiro (Monção, 2011)
Kuligin em “Katya Kabanova”, de Janacek (S.Carlos, 2011)
Angelotti em “Tosca”, de Pucinni (S.Carlos, 2008)
Conde em “As Bodas de Fígaro”, de Mozart (T.Trindade, 2006)
Ivan Iakovlevitch em “O Nariz”, de D.Chostakovtch (S.Carlos, 2006)
Lockit em “Beggar’s Opera”, de Gay/Britten (T.Aberto, 2005)
Roberto em “Os Fugitivos”, de J.E.Rocha (T.Trindade, 2004)
Sam em “Trouble in Tahiti”, de Bernstein (Amiens/França, 2003)
Barone Duphol em “La Traviata”, de Verdi (S.Carlos, 2002)
Sid em “Albert Herring”, de B.Britten (T.Aberto, 2002)
Geronimo em “O Matrimónio Secreto”, de D.Cimarosa (S.Carlos, 2000)



     CONCERTO

“Paul Bowles – A Musical Portrait” (Sintra, 2017)
“Porgy & Bess – excertos” (CisterMúsica, 2016)
“Lembrando as Heróicas”, com música de Lopes-Graça (Teatro Aberto, 2014)
“Night Waltz – a música de Paul Bowles” (CCB, 2007)
“Missa em Si Menor”, de Bach (Belfast, 2006)
“Histórias Americanas – A Música de Leonard Bernstein” (Antena 2, 2003)
“Swing, Dig The Rhythm”, com música de L.Bernstein (Royaumont - França, 2003)


Participou na estreia absoluta de várias obras de compositores portugueses contemporâneos, entre os quais Pedro Amaral, Daniel Schvetz, Luís Tinoco, Edward Luiz Ayres d'Abreu, José Eduardo Rocha e Luís Soldado.
Participa regularmente no Festival de Mafra, Festa da Música/Dias da Música (CCB) e na iniciativa Foyer Aberto do T.N.São Carlos.